´

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Cristiana Dionísio apresenta o filho e revela momentos difíceis: «Chorei muito. É impressionante ver um filho como vi o meu»

Posted By: Polémica dos Realitys - 19:35:00

Partilha


A 22 de julho deste ano, Cristiana Dionísio vivia um dos momentos mais marcantes e inesquecíveis da sua vida, com o nascimento do filho. Mas depressa a alegria se transformou em angústia, com o pequeno Dylan Ly a lutar pela vida numa incubadora. Hoje, pouco mais de dois meses volvidos, a ex-concorrente de “Casa dos Segredos 5” e de “Desafio Final 3 e 4” abriu-nos a porta de sua casa e do seu coração e contou à TvMais como ultrapassou todas as dificuldades – desde a gravidez ao parto e à nova vida como mãe solteira – numa conversa franca na qual não esconde a tristeza de não ter o pai do bebé ao seu lado ao longo de todo o processo.


Cristiana é uma nova mulher! Com uma imagem tranquila, a antiga concorrente do reality show da TVI começa por se afirmar “disposta a tudo” pelo bem-estar e felicidade do menino.


“Depois de ele nascer percebi que não estava completa. Agora estou!”, afirma, sublinhando que a chegada de Dylan a fez redefinir prioridades. “A responsabilidade é outra. Era muito vaidosa e olhava muito para o meu umbigo, agora só penso nele. Quanto mais bonito e cheiroso ele estiver melhor me sinto!” Mas voltemos ao início. A jovem “sentiu” que estava grávida desde o primeiro momento. “Sempre quis ser mãe nova mas fui sempre adiando pela falta de estabilidade que vivia”, começa por revelar, lembrando que na altura em que voltou a entrar na casa mais vigiada do País passou por “algumas alterações” que evidenciavam uma possível gravidez. “Antes de entrar no programa fiz um teste que deu negativo mas eu não fiquei convencida”, explica. Com o decorrer do “Desafio Final 4”, a jovem optou por “não dar nas vistas” e quando abandonou a casa procurou respostas: “Fiz outro teste e as minhas suspeitas confirmaram-se:
estava grávida!” Com “um misto de emoções”, entre “o medo” e a “confusão”, Cristiana chegou “a pensar não ter o bebé”.

“Por um lado, queria mas ao mesmo tempo não sabia o que fazer”, revela, justificando que “a sensação que tinha” que a relação com o pai de Dylan “não iria dar certo” fê-la questionar o que estava para vir. No entanto, depressa percebeu que, independentemente daquilo que o futuro lhe pudesse reservar, estava decidida a “conseguir sozinha”. “Nunca dependi de ninguém e de homem nenhum, por isso preparei-me desde logo para ser pai e mãe. É verdade que às vezes faz falta ter o apoio da outra pessoa, mas não é tudo”, garante, sublinhando que “sentia que não era capaz de não o ter... foi meu filho a partir do momento em que o vi na ecografia”. E assim foi, sozinha, entre “altos e baixos” que a jovem viveu os últimos nove meses. A começar pela gravidez que “não foi nada fácil”.


“Quando comecei a digerir a ideia e a assumir que ia ser mãe fui internada de urgência para ser operada ao apêndice, estava de 13 semanas”, recorda. Apesar de, na altura, os médicos garantirem não existir qualquer perigo para a criança, Cristiana temia pelo filho. “Fiquei muito mal emocionalmente. Foi duro!”, atesta, crente que o facto de confirmar a gravidez publicamente lhe tirou a tranquilidade exigida pelo momento. “Parece que ficámos enguiçados a partir do momento em que se tornou público”, lamenta. Recuperada da cirurgia, a rapariga seguiu então com a sua vida dentro da normalidade. Mas, “como um mal nunca vem só”, “às 27 semanas” Cristiana viveu momentos de grande aflição. “Um dia a sair de casa escorreguei e caí pelas escadas.” Com “dores horríveis”, a jovem pensou “o pior”: “Fui para o hospital e já não me deixaram sair. Sabia que alguma coisa não estava bem porque sentia o meu bebé muito para baixo”. Com uma gravidez de pouco mais de cinco meses, a jovem ficou internada, dado que, segundo o médico, a gestação “estava numa fase em que o bebé podia nascer a qualquer momento”, o que lhe exigiu repouso absoluto. “O ideal era que ele chegasse às 34 semanas”, explica. Um tempo que não aconteceu. Três semanas antes do desejável, Dylan “decidiu nascer”. “Só queria que ele aguentasse mais uns dias dentro de mim porque sabia os riscos que corria sendo prematuro”, afirma, recordando ainda a noite em que foi mãe: “Com os nervos e a emoção, a minha avó teve um AVC, deixou de falar e ficou paralisada do lado esquerdo. Senti tanto medo de perder duas das pessoas mais importantes para mim”. Ainda no parto, Cristiana temeu pela própria vida: “Fiquei sem oxigénio e pensei que ia morrer”.


Passadas 24 horas, a ex-concorrente de reality shows da TVI conseguiu ver, finalmente, o filho. “Chorei muito. É impressionante ver um filho como vi o meu”, diz, enaltecendo a força que Dylan tem demonstrado desde então. “Ele é um miúdo muito forte, um guerreiro que me transmite paz de uma forma que não consigo explicar. Mais, toda a gente fica espantada com a rapidez que ele deixou o hospital [um mês] e como se tem desenvolvido”, afirma, orgulhosa.

0 comentários:

Enviar um comentário


Deixe aqui a sua opinião com moderação. Aguarde a aprovação!
Os comentários com conteúdo ofensivo serão removidos.

© 2017 Polémica dos Realitys

Designed by Templateism/ Polémica dos Realitys